Gestão Escolar
Postado em: 24/08/2020
como vai funcionar o novo ensino medio

Como vai funcionar o Novo Ensino Médio

Vivemos uma transformação digital intensa. Em um curto espaço de tempo, surgem novas profissões e diferentes comportamentos. E a escola, como um microcosmos da sociedade, acaba refletindo essas mudanças. Você sabe, por exemplo, como vai funcionar o Novo Ensino Médio?

O Novo Ensino Médio vem com o objetivo de colocar as instituições de ensino em sintonia com os desafios da contemporaneidade e um mercado de trabalho que exige profissionais com muito mais do que conhecimento técnico.

Segundo especialistas, a formação deve ser cada vez mais humana, focada nas soft skills. Elas são habilidades não mensuráveis, como criatividade, comunicação, colaboração, equilíbrio emocional e flexibilidade.

Considerada a maior mudança na Educação nos últimos 20 anos, o Novo Ensino Médio é um enorme desafio para gestores e professores de escolas públicas e particulares. A implementação, que entra em vigor em 2022, vai ocorrer progressivamente e recomenda-se começar o quanto antes.

Mas como iniciar? Primeiro, vamos entender o que muda no Novo Ensino Médio.

Afinal, como vai funcionar o Novo Ensino Médio?

O Novo Ensino Médio prevê um currículo mais extenso em horas e diferente em conteúdo. Mas isso não significa uma alteração apenas em sala de aula, mas sim na dinâmica de toda comunidade escolar. 

As mudanças são profundas e exigem que gestores, professores, colaboradores, alunos e responsáveis mantenham a mente aberta para o novo. Conheça os pontos principais e entenda a reforma:

Currículo flexível

O novo currículo do Ensino Médio é composto pela Formação Geral Básica (conteúdo obrigatório, estipulado pela BNCC) e pelos Itinerários Formativos (conteúdo de aprofundamento, formatado pela escola). Ou seja, os currículos são flexíveis e, por isso, vão apresentar variações entre as escolas.

Itinerários Formativos

Um dos objetivos do Novo Ensino Médio é possibilitar a autodescoberta do adolescente − incentivar seus gostos pessoais, para que possa tomar melhores decisões, entre elas a escolha da carreira.

Por isso, o estudante tem a possibilidade de personalizar o currículo ao selecionar aulas relacionadas ao seu interesse, de acordo com os Itinerários Formativos (IF) ofertados pela escola. No e-book Novo Ensino Médio: Uma conversa sobre grandes mudanças, detalhamos como vai funcionar o Novo Ensino Médio e também como sua escola pode formatar os Itinerários Formativos.

Projeto de Vida

Com o objetivo de preparar o aluno para escolher o caminho que vai trilhar futuramente, existe o Projeto de Vida. Relacionado à BNCC, ele é iniciado no Ensino Fundamental e permanece no Ensino Médio.

A ideia é que as escolas separem parte da carga horária para discutir o futuro pessoal e profissional dos alunos. Outro objetivo é desenvolver habilidades socioemocionais, como cooperação, defesa de ideias e compreensão, respeito e análise do mundo.

Áreas do Conhecimento

As disciplinas (ou componentes curriculares) foram extintas? Não, apenas estão mais conectadas às áreas do conhecimento em uma aprendizagem interdisciplinar. A intenção é deixar mais claro como o aprendizado é aplicável na vida, tornando-o mais significativo. As Áreas do Conhecimento são:

  • Linguagens e suas Tecnologias
  • Matemática e suas Tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

Aumento de carga horária

Entre as principais mudanças do Novo Ensino Médio, está o aumento da carga horária de estudos, que passa de 2.400 horas para 3.000 horas. São 1.800 horas para Formação Geral Básica (60% do currículo) e pelo menos 1.200 horas para Itinerários Formativos (40% do currículo). A nossa sugestão é que a implementação comece em 2021, com 1000 horas, sendo distribuídas em 30 aulas semanais de 50 minutos.

E o que tudo isso significa…

Podemos resumir rapidamente em quatro pontos essenciais:

  1. A estrutura e os valores da escola passam a ser ainda mais importantes. Afinal, os Itinerários Formativos vão estampar os diferenciais da escola.
  2. Os alunos vão poder se aprofundar em áreas com as quais têm mais afinidade. 
  3. Os professores devem se tornar profissionais ainda mais colaborativos e criativos, tornando a formação continuada cada vez mais essencial.
  4. A transição é uma quebra de padrões e vai exigir que os envolvidos saiam da sua zona de conforto. Mas pode ficar tranquilo, pois oportunidades virão de mãos dadas com esses desafios.

E como vai funcionar o Novo Ensino Médio na sua escola? É hora de começar?

Sim, com certeza! No entanto, há diversas informações circulando sobre essa grande transformação. Com isso, pairam dúvidas entre professores, alunos e responsáveis. 

Portanto, antes de iniciar a implementação do Novo Ensino Médio, leia muito sobre o assunto, pois, afinal, os gestores e coordenadores, além de conduzir o processo, vão ser referências para toda a comunidade escolar em caso de dúvidas.

Confie nos documentos oficiais

A resposta para esclarecer qualquer objeção, seja de pais, seja de professores, está nos documentos do governo federal. É recomendado que gestores e corpo docente formem grupos de trabalho e estudem a documentação legal.

Veja quais são os documentos:

  • Lei nº 13.415/2017: Texto base da reforma.
  • Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: Texto que aprofunda o texto da Lei nº 13.415/2017.
  • Referenciais Curriculares para a Elaboração de Itinerários Formativos: Orientações para construir os percursos formativos.
  • Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Estabelece a aprendizagem comum a todos os jovens do Ensino Médio.
  • Guia de Implementação do Novo Ensino Médio: Orientações para o processo de implementação das mudanças.

Os textos estão disponíveis na seção Marco Legal no Portal do Novo Ensino Médio, do MEC.

Investigue a essência da escola

Com a chegada dos Itinerários Formativos, as escolas deverão formatar seu próprio currículo, de acordo com a sua vocação, estrutura física e perfil de colaboradores e alunos. 

Vale, nesse momento, repensar a identidade da instituição para ter certeza de que o caminho a ser seguido está de acordo com seus valores. 

Definir a missão da escola, pensar em que jovem deseja formar e o motivo pelos quais procuram sua instituição são perguntas válidas para construir ou reforçar a identidade da escola. Assim, o rumo a seguir é mais claro.

Escute a comunidade escolar

Mudar também envolve ouvir. Implementar o Novo Ensino Médio demanda disposição para lidar com as mudanças e engajar pais, professores e funcionários. 

É natural que as novidades gerem dúvidas e desconfiança. Portanto, use a comunicação para compartilhar, mas também para entender as colocações e anseios que cada um vai trazer. Eles vão ser úteis na construção de um currículo que faça sentido a todos.

  • Alunos: Ele quer dizer como é a escola que o ajudará a atingir seu objetivo. 
  • Professores: Por conhecerem a realidade e as necessidades dos alunos, é imprescindível entender de que forma eles querem fazer parte da transição.
  • Comunidade: Pais, demais funcionários da escola e terceiros também serão impactados pelas mudanças e podem contribuir para melhorias.

Para apoiar a sua escola, disponibilizamos o questionário de escuta do Novo Ensino Médio. É só baixar e aplicar.

Novos materiais didáticos

O Sistema Positivo de Ensino inovou ao caminhar nesse sentido antes das mudanças na legislação, o que traz uma experiência enriquecedora para a elaboração dos novos materiais didáticos.

Para isso, formou um comitê com representantes de algumas escolas conveniadas para participar da criação dos novos materiais didáticos. É um trabalho colaborativo inédito, realizado a muitas mãos para atender a complexidade do material. São professores de escolas com realidades diferentes, pensando junto com os editores. 

Relembre as principais mudanças para entender como vai funcionar o Novo Ensino Médio:

  • O currículo do Novo Ensino Médio será composto pela Formação Geral Básica (conteúdos obrigatórios, referenciados na BNCC) e por Itinerários Formativos (parte flexível do currículo);
  • O estudante poderá escolher o itinerário formativo de acordo com suas aptidões e interesses e com o que a escola oferece;
  • As aprendizagens estão organizadas por áreas do conhecimento: Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas;
  • Língua Portuguesa e Matemática são componentes obrigatórios durante os três anos do Ensino Médio;
  • A carga horária de estudos será de 1.800 horas para formação geral básica (BNCC) e de pelo menos 1.200 horas para itinerários formativos;
  • A lei não determina que todas as escolas passem a ter o Ensino Médio integral.

Nós produzimos um material completo com as principais transformações. Baixe o e-book “Novo Ensino Médio: uma conversa sobre grandes mudanças” e entenda como implementar as mudanças na sua escola.

Como está a implementação do Novo Ensino Médio na sua escola? Compartilhe suas experiências com a gente no Facebook e Instagram.

Leia mais:

Como vai ser o Novo Ensino Médio?

Novo Ensino Médio: saiba como montar os Itinerários Formativos da sua escola

⟵ Voltar